O que é: Operação de Leasing

Operação de Leasing: O que é e como funciona?

O leasing, também conhecido como arrendamento mercantil, é uma modalidade de contrato em que uma empresa cede o uso de um bem para outra empresa, mediante o pagamento de uma contraprestação. Nesse tipo de operação, o arrendatário (empresa que utiliza o bem) não se torna o proprietário do bem, mas sim o locatário, podendo usufruir dos benefícios do uso do bem durante o período contratado. O leasing é uma alternativa interessante para empresas que desejam utilizar um bem sem ter que arcar com os altos custos de aquisição.

Tipos de Leasing

Existem diferentes tipos de leasing, sendo os mais comuns o leasing financeiro e o leasing operacional. No leasing financeiro, o arrendatário assume o risco e os benefícios da propriedade do bem, enquanto no leasing operacional, o arrendador mantém a propriedade do bem e o arrendatário apenas o utiliza. Cada tipo de leasing possui suas próprias características e benefícios, sendo importante avaliar qual é o mais adequado para a empresa.

Vantagens do Leasing

Uma das principais vantagens do leasing é a possibilidade de utilizar um bem sem ter que arcar com os altos custos de aquisição. Além disso, o leasing permite a empresa manter seu capital de giro e investir em outras áreas do negócio, sem comprometer sua liquidez. Outra vantagem é a possibilidade de deduzir as despesas com o leasing do imposto de renda, o que pode representar uma economia significativa para a empresa.

Desvantagens do Leasing

Apesar das vantagens, o leasing também possui algumas desvantagens que devem ser consideradas. Uma delas é o custo total do contrato, que pode ser mais elevado do que a aquisição do bem de forma direta. Além disso, o arrendatário fica sujeito às condições do contrato, o que pode limitar sua flexibilidade e liberdade de ação. Por fim, no leasing financeiro, o arrendatário assume o risco da depreciação do bem, o que pode impactar negativamente a empresa no longo prazo.

Como funciona a Operação de Leasing

Para realizar uma operação de leasing, é necessário que as partes envolvidas celebrem um contrato de arrendamento mercantil, que estabelece as condições da operação, tais como prazo, valor da contraprestação, responsabilidades das partes, entre outros. O contrato de leasing deve ser registrado no Cartório de Títulos e Documentos para que tenha validade perante terceiros. Durante o período de vigência do contrato, o arrendatário deve cumprir com todas as obrigações estabelecidas, sob pena de rescisão do contrato.

Aspectos Legais do Leasing

O leasing é regulamentado pela Lei nº 6.099/74 e pela Resolução nº 2.309/96 do Banco Central do Brasil, que estabelecem as regras e procedimentos para a realização de operações de leasing no país. Além disso, o leasing deve ser contabilizado de acordo com as normas internacionais de contabilidade, o que garante a transparência e a fidedignidade das informações financeiras da empresa. É importante que as empresas estejam atentas às normas legais e contábeis para evitar problemas futuros.

Aplicações do Leasing

O leasing é uma modalidade de financiamento muito utilizada por empresas de diversos setores, tais como indústria, comércio, agronegócio, entre outros. Ele pode ser utilizado para a aquisição de máquinas, equipamentos, veículos, imóveis, entre outros bens. O leasing é uma alternativa interessante para empresas que desejam expandir suas operações, sem comprometer seu capital de giro. Além disso, o leasing pode ser uma opção vantajosa para empresas que não possuem garantias suficientes para obter financiamento bancário.

Conclusão